Minha aventura…

Tem dias que eu paro pra pensar no que faz a gente gostar de quem gosta. Porque a gente não escolhe com a cabeça a pessoa por quem vamos nos apaixonar?? Não dá. O coração sempre se intromete. Tem dois textos lindos da Martha Medeiros que falam exatamente sobre isso. Combina muito com o que eu ando pensando.Vou me basear neles pra este post.
A primeira pergunta que vem a minha cabeça é o que faz com que a gente se apaixone por alguém?? Segundo a Martha, é o jeito. Ela diz que a gente se apaixona pelo jeito da pessoa, o jeito de caminhar, o jeito de usar a camisa cor de rosa por dentro da calça social risca de giz que eu adoro, o jeito de conversar, o jeito de sorrir, o jeito com que me tratava quando conviviamos.
Ainda nos textos dela ela diz que ninguém ama outra pessoa pelas qualidades que ela tem, caso contrário os honestos, simpáticos e não-fumantes teriam uma fila de pretendentes batendo à porta. Ama-se pelo cheiro, pelo mistério, pela paz que o outro lhe dá, ou pelo tormento que provoca. Ama-se pelo tom de voz, pela maneira que os olhos piscam, pela fragilidade que se revela quando menos se espera.
Hoje me bateu uma saudade, esses dias eu olhava a cadeira em que ele se sentava na faculdade, vazia, me dava uma saudade, principalmente porque a aula era de filosofia da educação, acho que ele ia adorar e ia ser mais uma das materias que ele ia ser campeão de nota e favorito do professor, afinal ele era brilhante. Hoje, a faculdade faz meio sentido pra mim, ele, a presença dele fazia com que fizesse sentido completo. Agora, ele já encontrou uma pessoa pra ser aquilo que eu me esforcei tanto pra ser na vida dele. Não sei se perdi minha chance porque isso só o tempo vai dizer, quem sabe ainda aterei uma chance. Enquanto isso não acontece, o que eu posso fazer é fingir que estou bem, que já me conformei em não ve-lo sempre.E torcer pra que ele alcançe tudo aquilo que ele almeja e que chegue onde quer!! Quanto a mim, entrego ao destino…
“Pra onde você foi? Pra onde você vai?
Se ao menos, tanta coisa que se Vive junto não evaporasse assim…” Lobão – Pra onde você foi

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s