Não fui, na infância, como os outros

e nunca vi como os outros viam.

Minhas paixões eu não podia

tirar das fontes igual à deles;

e era outro o canto, que acordava

o coração de alegria

Tudo o que amei, amei sozinho

(Edgar Allan Poe)


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s